Conheça a BB Seguridade

Empresas do Grupo

Organograma empresas
 

  Brasilseg Brasilprev Brasilcap IRB - Brasil RE Brasildental CICLIC
Sócios Privados MAPFRE Principal Financial Group Icatu Seguros
Aliança da Bahia
- Odontoprev Principal Financial Group
BB Seguridade
Participação Econômica (%)
74,99 74,99 66,67 15,23 74,99 74,99
BB Seguridade
ON (%)
49,99 49,99 49,99 15,23 49,99 49,99
Representação no Conselho de Administração (%) 50,00 50,00 66,67 20,00 50,00 -
Representação na Diretoria Executiva (%) 50,00 50,00 50,00 - 50,001 33,332

1 Um dos membros é eleito por consenso

2 Comitê Consultivo

BB Seguros Participações S.A. (BB Seguros)

Subsidiária integral da BB Seguridade, a holding BB Seguros é o veículo constituído para deter as participações societárias diretas nas empresas que compõem o braço de risco e acumulação da companhia. Atualmente, a BB Seguros participa diretamente no capital social das seguintes empresas: Brasilseg, Brasilprev, Brasilcap, IRB-Brasil e Brasildental.

Brasilseg

Resultado da parceria estratégica firmada em 2010, pelo prazo de 20 anos a partir de 2011, entre a BB Seguros e o Grupo MAPFRE, parceria esta que foi reestruturada em 2018. A BB Seguridade detém, por meio da BB Seguros, participação de 74,99% no capital total da Brasilseg, mantendo 100,00% das ações preferenciais e 49,99% das ações com direito a voto. Por sua vez, a Brasilseg é detentora da totalidade das ações das seguintes sociedades:

  • Companhia de Seguros Aliança do Brasil S.A. - seguradora que atua nos ramos de seguros de vida, prestamista, habitacional e rural, distribuídos no canal bancário, bem como em DPVAT; e
  • Aliança do Brasil Seguros S.A. - seguradora que atua na subscrição de riscos de seguros residenciais, empresariais e massificados por meio do canal bancário, bem como em DPVAT.
A seguir, a descrição resumida dos produtos oferecidos pelas seguradoras controladas pela Brasilseg:
  • Seguro de vida é um produto que garante proteção financeira aos beneficiários escolhidos pelo segurado, em caso de morte, natural ou acidental, ou invalidez permanente total do indivíduo. Neste caso, a seguradora paga ao beneficiário o valor do capital segurado, determinado na proposta de seguro. Diferentemente de produtos mais complexos existentes em outros países, o seguro de vida oferecido pela Brasilseg é um produto não cumulativo. Se o cliente deixa de fazer os pagamentos mensais, a cobertura é suspensa sem que qualquer valor seja revertido ao cliente.
  • Seguro prestamista é destinado a garantir o pagamento de uma dívida em caso de morte do mutuário, evitando que os membros da família herdem essa obrigação. Esse produto já se encontra bastante difundido no Brasil e cresce acompanhando a oferta dos produtos de crédito. O primeiro beneficiário deste tipo de seguro é o credor.
  • Seguro habitacional está relacionado ao pagamento de financiamentos imobiliários. No caso de morte ou invalidez do segurado, o seguro garante que sua família receba o imóvel e que o banco receba o pagamento total da dívida sobre a propriedade. Uma apólice de seguro habitacional pode também proteger os segurados contra danos físicos ao imóvel.
  • Seguros rurais podem ser subdivididos em três produtos principais: (i) seguro agrícola, o qual protege os produtores rurais de perdas em suas lavouras causadas por intempéries ou perda de renda em caso de queda do preço de mercado da colheita; (ii) penhor rural, o qual protege um ativo dado em garantia de uma operação de crédito rural; e (iii) vida produtor rural, que funciona como um seguro prestamista com o objetivo de quitar o empréstimo rural em caso de morte do produtor.
  • Seguro residencial engloba um conjunto de coberturas destinado à proteção de residências individuais contra prejuízos causados por incêndio, queda de raio e explosão, podendo também incluir coberturas complementares contra roubo, danos elétricos, danos físicos ao imóvel oriundos de impacto de veículo, vendaval, chuva de granizo, entre outras.
  • Seguro empresarial/massificados consistem em produtos desenvolvidos para proteger o patrimônio de empresas contra danos ao prédio e ao seu conteúdo, como máquinas, móveis, utensílios, mercadorias e matérias–primas, excluindo-se grandes riscos.
  • DPVAT é um seguro de caráter social, obrigatório no Brasil, que indeniza vítimas de acidentes de trânsito, sem apuração de culpa, seja motorista, passageiro ou pedestre. O DPVAT oferece coberturas para três naturezas de danos: morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e hospitalares. Os recursos do Seguro DPVAT são financiados pelos proprietários de veículos, por meio de pagamento anual. Do total arrecadado, 45% são repassados ao Ministério da Saúde (SUS), para custeio do atendimento médico-hospitalar às vítimas de acidentes de trânsito em todo país, e 5% são repassados ao Ministério das Cidades, para aplicação exclusiva em programas destinados à prevenção de acidentes de trânsito. Os demais 50% são voltados para o pagamento das indenizações.

Brasilprev

A BB Seguridade opera no segmento de previdência aberta por meio de sua coligada Brasilprev, em parceria celebrada com a empresa norte-americana Principal Financial Group. Em 2010, essa parceria foi renovada pelo prazo de 23 anos. Como resultado deste novo acordo, a BB Seguros aumentou sua participação acionária no capital total da Brasilprev de 49,99% para 74,99%.

Os produtos de previdência estão crescendo em popularidade no Brasil, devido ao bônus demográfico, ao aumento da expectativa de vida e do nível de educação financeira da população e aos incentivos fiscais.

Atualmente, existem três tipos de produtos de previdência privada no Brasil: (i) o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL), (ii) o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) e (iii) os Planos Tradicionais, que não são mais comercializados. As modalidades de previdência aberta no Brasil são descritas a seguir:

  • Os planos PGBL são indicados para quem declara imposto de renda no formulário completo, pois os aportes são dedutíveis da base de cálculo do Imposto de Renda até o limite de 12% da renda bruta anual tributável. Nessa modalidade, em caso de resgate ou recebimento de renda, o imposto de renda (IR) incide sobre o valor total resgatado ou sobre o benefício recebido.
    Além disso, o participante pode optar pelo regime de tributação progressiva ou regressiva definitiva ao adquirir um plano de previdência.
    • No regime de tributação progressivo, os benefícios são tributados antecipadamente na fonte de acordo com a Tabela Progressiva Mensal disponibilizada pela Receita Federal. A tributação varia de zero a 27,5% de acordo com o salário anual, com ajuste na declaração do imposto de renda. Os resgates têm tributação antecipada na fonte de 15%, independente do valor, com ajuste na declaração anual do IR, de acordo com a tabela progressiva do imposto.
    • Já no regime de tributação regressivo, em caso de resgate ou recebimento de renda, o imposto é retido na fonte e é definitivo, sem possibilidade de ajuste na declaração anual. As alíquotas incidentes sobre o resgate ou benefício são determinadas pelo tempo de permanência de cada aporte no plano, iniciando em 35%, com redução gradual a cada dois anos, podendo chegar a um patamar de 10% ao final de 10 anos.
  • Os planos VGBL são indicados para quem declara imposto de renda no formulário simplificado ou é isento, pois os aportes não são dedutíveis na base de cálculo do imposto. Assim como no PGBL, no ato da contratação o cliente pode optar pela tabela progressiva ou regressiva do IR. Nessa modalidade, o benefício fiscal está na incidência de IR apenas sobre o valor dos rendimentos em caso de resgate ou renda recebida. Outra vantagem do VGBL é a simplicidade do procedimento de transmissão dos recursos para clientes que pretendam fazer um planejamento sucessório. Nesse produto, o cliente pode determinar quem serão os beneficiários após sua morte e, ao contrário dos demais bens, os recursos aplicados em VGBL não entram no espólio nem no inventário, que pode ser um procedimento demorado e com custos judiciais e honorários advocatícios que podem consumir parte do patrimônio recebido pelos herdeiros.
  • O Plano Tradicional garante taxas de juros fixas em relação ao indexador do plano (IGP-M ou TR), acrescidos de uma taxa de 6% ao ano. Esses planos não são mais comercializados e cada vez se tornam menos representativos no volume total de ativos sob gestão da Brasilprev.

Brasilcap

A BB Seguridade oferece títulos de capitalização por meio de sua coligada Brasilcap, em parceria com a Icatu e Aliança da Bahia. Por meio da BB Seguros, a companhia detém 66,67% do capital total, sendo 49,99% das ações com direito a voto da empresa.

O título de capitalização é comercializado prioritariamente no canal bancário e se apresenta como uma alternativa de acumular reservas, com prazos e taxas de juros previamente determinados, possibilitando ao detentor do título concorrer a prêmios. A premiação é efetuada por meio de sorteios periódicos, sendo a forma mais frequente a utilização de combinações de dezenas, em séries de números previamente estabelecidos, tendo como base os sorteios da Loteria Federal.

Dependendo da modalidade do título de capitalização e do prazo de pagamento escolhidos, as cotas de carregamento e de sorteio podem ultrapassar 10% do valor arrecadado. Os valores destinados aos sorteios e às despesas administrativas, de operações e de comercialização são cobertos com essas cotas.

Em caso de resgate antecipado, o cliente deverá obedecer a uma carência mínima (12 meses na maioria dos produtos). Além da carência, o valor a ser resgatado antecipadamente pelo cliente representa um percentual do valor total pago, que aumenta progressivamente à medida que o título se aproxima do final da vigência.

IRB-Brasil

Em 2013, a BB Seguridade, por meio de sua subsidiária BB Seguros, adquiriu participação no capital do IRB-Brasil, marcando sua entrada no mercado brasileiro de resseguros. Na oportunidade, o IRB passou por um processo de desestatização e aumento de capital. Ao final desse processo, a BB Seguros passou a deter 20,43% do capital total e a compor o bloco de controle do IRB-Brasil, juntamente com o Tesouro Nacional e outras grandes seguradoras privadas brasileiras.
Em 31 de julho de 2017 o IRB-Brasil teve suas ações ordinárias listadas no Novo Mercado da B3 - Brasil, Bolsa, Balcão, após a realização de Oferta Pública de Distribuição Secundária. Durante este processo, a BB Seguridade, por meio de sua subsidiária BB Seguros, alienou 16.206.387 ações ordinárias passando a deter 15,23% do capital total do IRB-Brasil.

Brasildental

Fruto da parceria entre BB Seguros e a Odontoprev, a Brasildental foi constituída em 2014 para desenvolver planos privados de assistência odontológica, sob a marca BB Dental. Nessa sociedade, a companhia detém 74,99% do capital social, participação essa composta por 49,99% das ações com direito a voto e 100,00% das ações preferenciais.

BB Corretora

A BB Corretora é uma subsidiária integral da BB Seguridade que tem por objeto social a corretagem de seguros dos ramos elementares, de vida e saúde, títulos de capitalização, planos de previdência complementar aberta e a administração de bens, detendo o direito de intermediar a comercialização desses produtos nos canais do Banco do Brasil, por meio de um acordo de 20 anos assinado em 2013.
Utilizando-se da estrutura física, tecnológica e de pessoal do Banco do Brasil para executar suas atividades, a BB Corretora possui um modelo de negócios de baixa complexidade e com pouca necessidade de capital. Em contrapartida, a BB Corretora ressarce ao Banco do Brasil os custos por ele incorridos nesse processo de distribuição. A BB Corretora também participa diretamente no capital social da Ciclic.

Ciclic

Parceria entre a BB Corretora e o Principal Financial Group, a Ciclic foi constituída em 2017 para atuação na distribuição de produtos de seguridade por meio de canais digitais, fora da rede Banco do Brasil. Nesta sociedade, a companhia detém 74,99% do capital social, participação essa composta por 49,99% das ações com direito a voto e 100,00% das ações preferenciais.

Atualizado em 27 de fevereiro de 2019.